A casa caiu! César revela que Félix jogou Paulinha no lixo, e Paloma não perdoa!

13 de novembro de 2013

Família Khoury fica chocada ao saber da atrocidade feita pelo vilão, confira...


A relação entre César (Antonio Fagundes) e Félix (Mateus Solano) já deixou de ter aquele carinho de pai para filho há muito tempo. Rivais declarados, eles não poupam esforços para desmascararem as armações do outro. Se o vilão já trouxe à tona que o médico teve um caso com Edith (Bárbara Paz), agora é a vez do ex-presidente do San Magno acabar com a reputação do atual comandante do hospital.

Diante de toda a família Khoury, César anuncia que tem uma grande revelação a fazer. "Vocês agora vão saber toda a verdade sobre o Félix", dispara. A tensão é grande! Todos começam a se perguntar o que é que o médico vai falar. Nervoso, Félix levanta a possibilidade de que César vai comentar algo sobre ele e Anjinho (Lucas Malvacini), mas não é nada disso. “Estou procurando as palavras certas, para não chocar a Paloma (Paolla Oliveira) e a sua mãe”, diz, deixando as duas muito preocupadas.



César escuta um monte de indiretas de Pilar (Susana Vieira) e do filho, até que resolve ir direto ao assunto. “Foi o Félix que roubou a criança que a Paloma teve no banheiro daquele bar. Roubou a menina e atirou numa caçamba. O Félix!”, revela. O choque é geral! “O que você está dizendo, pai?”, pergunta Paloma, quase não acreditando na história. Mas logo ela começa a juntar as peças do quebra-cabeça. A verdade é aterradora! “O Bruno (Malvino Salvador) encontrou a Paulinha numa caçamba”, lembra a médica, atônita com a verdade.

Acuado, Félix não vê outra saída a não ser negar a culpa. “A história do nascimento da Paulinha tem mais de doze anos, e se o meu pai ressuscitou isso agora, é porque quer me destruir. Sim, é isso mesmo, ele quis falar aqui, na sua frente, Paloma, e na frente da minha mamy, porque quer acabar comigo, quer me tirar da presidência do hospital. Que golpe sujo, pai!”, afirma.
Mas não tem jeito! Bruno chama Márcia (Elizabeth Savalla) e Efigênio (Gláucio Gomes), então dono da birosca em que Paloma deu à luz, para pôr tudo em pratos limpos. Antes que eles entrem, Paloma já se volta contra Félix. “Eu sempre te amei como um irmão, sempre acreditei que você me amava. Você atirou a minha filha numa caçamba?”, pergunta.
O segredo de Márcia

Félix continua tentando convencer Paloma e Pilar a não acreditarem na história, mas a entrada das testemunhas é o golpe final. Antes, Márcia quase coloca o plano de César por água abaixo, ao dizer que Félix era seu "menininho" - o que será que isso significa? - e negar tê-lo visto no bar em que ajudou Paloma a dar à luz. Cabe a Efigênio dar um fim na mentira. "Na época, eu não quis falar para a polícia, por medo, mas eu era outro homem. Um rapaz entrou no bar perguntando por você. Ele!", grita o pastor, apontando para o vilão.





Como se já não bastasse, a tacada final ainda está por vir. O prazer de César em acabar com a raça do filho, na frente de todos, não tem tamanho. É como se ele estivesse no céu. "Eu tenho uma prova. A prova que você precisa, Paloma", diz o médico, que puxa de uma bolsa a echarpe de Paulinha - a mesma que ela usava no dia em que sumiu - e revela que impressões digitais de Félix foram encontradas nela.
Todos ficam estarrecidos! Se existisse um buraco no chão, Félix colocaria a cabeça lá dentro, como um avestruz. E tem mais: Paloma, enfurecida com toda a história, parte para cima do irmão. "Eu te odeio, Félix!", grita.
De tirar o fôlego, não? Essa revelação promete! Não perca a cena, que vai ao ar na segunda-feira, dia 18 de novembro.


Fonte: Globonovelas/Amoravida

Imprimir