Após dieta forçada, Perséfone é internada as pressas com...

1 de novembro de 2013

Muitas novidades nos próximos capítulos de "Amor a vida", confira...


Desde que se casou com Daniel (Rodrigo Andrade), Perséfone (Fabiana Karla) recebe indiretas do fisioterapeuta para comer menos e emagrecer. A enfermeira sempre se explicou dizendo que Daniel casou sabendo que ela era gorda, mas no capítulo de "Amor À Vida" que vai ao ar no próximo dia 21 de novembro, Pê dá razão ao marido e começa a fazer regime. O problema é que a dieta mexe com seu metabolismo e ela precisa ser internada no San Magno.

Quando descobre que a amiga está internada, Patrícia (Maria Casadevall) pergunta a Lutero (Ary Fontoura) o que houve com a amiga e se tem algo a ver com o regime que Pê estava fazendo. Endocrinologista, Michel (Caio Castro) explica à administradora que sim.

Lutero— Ela ainda está um pouco sob o efeito dos medicamentos.

Patrícia— O que houve afinal?

Lutero— Pedra no rim. É uma das maiores dores que alguém pode ter, comparável a dor do parto.

Patrícia— Mas tem a ver com o regime maluco que ela estava fazendo?

Lutero— Não diretamente, mas...

Michel— A Pê mexeu com o metabolismo dela, fazendo dois regimes radicais, um atrás do outro. Quando a gente mexe com o metabolismo, muita coisa pode acontecer. Por exemplo, essa pedra que estava paradinha lá no rim, que podia até ser expelida algum dia começou a se mover.

Lutero— Além disso esse regime sobrecarrega o rim.

Michel— Pê, eu te disse para me procurar!

Perséfone— Eu estou sofrendo tanto e ainda tenho que levar lição de moral?

Patrícia— Tem sim. E você também, Daniel.

Daniel— Eu?!

Depois que saem do quarto, Michel, Patrícia e Daniel vão conversar na lanchonete. E os dois dão um puxão de orelha do fisioterapeuta.

Daniel— Eu nunca obriguei a Pê a fazer regime nenhum.

Patrícia— Mas fica em cima dela dizendo para comer menos.

Michel— Eu vou te lembrar uma coisa, Daniel. Você casou com a Pê sabendo que ela era gorda. E que tinha dificuldade para emagrecer, pode ser um problema de metabolismo, um problema genético. Magrinha como modelo de passarela ela nunca vai ficar.

Patrícia— Nem eu quero ficar tão magra. É bom ter onde pegar.

Michel— É bom sim.

Patrícia— Não seja indiscreto, Michel. Eu falo com você depois.

Michel— Quer dizer que hoje rola?


Patrícia— Mais tarde. Quanto a você, Daniel, bota na cabeça que você ficou atormentando a Pê. E mulher nenhuma merece ser tão maltratada por causa do peso.


Imprimir