Você teria coragem? Conheça algumas das comidas e bebidas mais bizarras do mundo!

23 de fevereiro de 2015

Separamos algumas iguarias ao redor do mundo, confira....


O que pode "embrulhar" o seu estômago pode ser também uma iguaria muito apreciada ao redor do mundo.
Existem alguns pratos no mínimo exóticos que você provavelmente nunca vá querer provar nesta lista um tanto quanto bizarra, confira: 

Vinho de Cobra /Sudeste da Ásia/ Vietnã

Esse vinho inclui uma belíssima cobra venenosa na garrafa! A bebida é originária do Vietnã, mas pode ser encontrada em todo Sudeste da Ásia. A cobra não fica na bebida por causa da sua carne, mas por causa do seu veneno mesmo, que é dissolvido na bebida. Ninguém nunca morreu porque o etanol “desativa” as propriedades venenosas da substância. O vinho é bebido como um remédio. Acredita-se que as cobras possuem propriedades medicinais e impediriam a perda de cabelo, curariam a fatiga e aumentariam a potência sexual – tudo que um vietnamita de meia idade mais quer.

Fugu /Japão

Fugu é o nome que se dá ao peixe Baiacú no japão.
Este peixe para se proteger se enche de água e caso esta estratégia não seja suficiente a tetradotoxina presente principalmente em seu fígado deve dar cabo do predador.
É considerado uma iguaria e é o Sashimi mais raro e caro de todos e o sushiman precisa ter uma autorização especial do governo para poder preparar.
Quando você come Fugu o veneno faz a boca amortecer. Sim sempre tem um pouco de veneno e ele pode matar você. Dizem no Japão que se o restaurante é caro é seguro se é barato é morte certa. Os melhores Sushiman deixam uma pequena quantidade de veneno propositalmente para dar este efeito.

Nos Estados Unidos existem 17 restaurantes que fazem a prática com o mesmo rigor dos Japoneses e é o único país fora do Japão que serve Fugu.


Aranhas Fritas/ Camboja

Aranha frita é uma iguaria regional no Camboja. Na cidade cambojana de Skuon (Cheung Prey, na província de Kampong Cham), a venda de aranhas fritas como um lanche é uma atração popular para turistas de passagem pela cidade. As aranhas são criadas em buracos em aldeias ao norte de Skuon ou capturadas nas florestas próximas e depois fritas em óleo. Não está claro como esta prática começou, mas alguns estudos indicam que tenha iniciado durante os anos negros de governo do Khmer vermelho no país, onde toda a distribuição de alimentos era controlada pelo governo e a comida era escassa.

 Larva Witchetty/ Austrália

Este nome é um termo usado na Austrália para larvas comestíveis de várias mariposas. Especialmente se aplica à larva da mariposa Endoxyla leucomochla, que se alimenta das raízes do arbusto Acacia kempeana, encontrado na Austrália central.
Esta iguaria é uma comida tipica dos aborígenes australiano,mais que agora dominam restaurantes finos  de Sidney, capital Australiano.
Dizem que ao morder esta larva estoura uma quantidade enorme de pus na boca com gosto de madeira. alem do seu corpo ser parecido com chiclete 


 Sannakji /Coréia

O sannakji é um prato servido na Coréia, sendo geralmente temperado com sementes e óleo de gergelim. 
O principal ingrediente do sannakji é Nakji, que é um pequeno polvo. 
Os tentáculos são geralmente cortados com o polvo vivo 
e levados rapidamente para o cliente, embora, por vezes, é servido inteiro.

Coração de Puffin /Islândia

O puffin apresenta um triângulo como bico que parece como a extremidade dianteira de um peixe-palhaço. O restante do pássaro tem marcas semelhantes com um pingüim, apenas possui a forma mais como um pato. No entanto, o coração do puffin é considerado uma iguaria na Islândia. E ele se come cru mesmo.

 Beondegi /Coréia

Essas larvas são tradicionalmente servidas como lanche na Coréia. Na China ela também costuma ser consumida como aperitivo.

Crista-de-galo /Europa

Muitas partes do frango, como pés e pescoço, são renegadas, mas aproveitadas em ensopados, galinhadas e outros pratos, mas a crista de galo não é uma peça qualquer. Na culinária francesa, ela foi considerada item para decoração de pratos, como vol au vents, profiteroles e combinada com ingredientes de luxo, como trufas e pães doces. As cristas de galo também são usadas na gastronomia italiana, fazendo parte de diferentes molhos, e ainda podem ser combinadas com rins de frango.

Café Marfim Preto /Pelo Mundo Todo, Originário da Tailândia Unidos

O café Black Ivory (em português, “marfim preto”) é a marca de café mais cara do mundo. Produzido a partir de grãos comidos e digeridos por elefantes tailandeses, um quilo desse café sai por incríveis US$ 1.100 (cerca de R$ 2.200).
Existem apenas cerca de 50 quilos de Black Ivory disponíveis para compra na Fundação Golden Triangle Asian Elephant, na Tailândia. A escassez mais o preço absurdo tornam o produto um deleite apenas para os amantes de cafés finos com bolsos muito fundos.

Ovo secular ou Ovo de mil anos/ China

O Ovo centenário, também conhecido como ovo preservado e ovo de cem anos, é um ingrediente da culinária chinesa que é feito pela conservação de um ovo de pato, galinha ou ganso em uma mistura de argila, cinzas, sal, cal e amido de arroz, por diversas semanas, ou por meses, dependendo do método de preparo. A gema do ovo assume uma coloração que varia radialmente entre o verde claro e o verde escuro, enquanto a clara varia entre o marrom escuro e a transparência. A gema é cremosa com um aroma acentuado, e possui um sabor que se assemelha ao de queijo. A clara possui uma textura que se aproxima da textura da clara cozida, mas possui pouco sabor. Alguns ovos centenários possuem padrões fractais na superfície, se assemelhando a fractais de Koch. O ovo centenário é considerado uma excentricidade no ocidente, porém uma iguaria no leste asiático.

Você teria coragem de comer algum destas iguarias?



Imprimir