Artista deixou que usassem seu corpo como objeto por 6 horas, e o resultado é assustador

26 de junho de 2017

A artista dispôs em uma mesa 72 objetos diferentes para serem usados no seu corpo, da forma que o público desejasse. Dentre os objetos havia uma arma, uma bala e um chicote...
 
Marina Abramovic é uma artista mundialmente conhecida por seus experimentos artísticos onde mistura arte e comportamento humano.

Um de seus trabalhos mais surpreendentes, ficou conhecido como "Ritmo 0" . Esse foi inicialmente um exercício de confiança, em que ela dizia para visitantes que não se moveria durante seis horas, não importa o que fizessem com ela. Ela colocou a disposição em uma mesa do seu lado 72 objetos que poderiam ser usados para agradar ou destruir, incluindo desde flores, penas e um poá até uma faca, lâminas de barbear e uma arma carregada. Ela convidou os visitantes a usar os objetos nela da maneira que desejassem.
No início, disse Abramović, os visitantes e convidados estavam pacíficos e tímidos, mas se tornaram violentos rapidamente no decorrer das horas.




 “ A experiência que eu aprendi foi que… se você deixar a decisão para as pessoas, você pode ser morta… Eu me senti muito violada. Cortaram minhas roupas, enfiaram espinhos de rosas na minha barriga, rasgaram meu pescoço com a lâmina, uma pessoa apontou a arma  para a minha cabeça, e outra tirou a arma de perto. Isso criou uma atmosfera agressiva. Após exatamente 6 horas, como planejei, eu me levantei e comecei a andar pela sala em direção ao público. Todos fugiram correndo, escapando de um confronto real.”

Este trabalho artístico provou a rapidez com que a violência contra os outros se intensifica quando as circunstâncias são favoráveis para os seus praticantes.

Imprimir